[GUIA] Munição

Guias e dicas diversas sobre o servidor.
Avatar do usuário
sukohara
Mensagens: 43
Registrado em: 29 Jul 2018, 19:30
Discord: Sukohara#1314

[GUIA] Munição

Mensagem por sukohara » 15 Set 2018, 22:01

Achei importante abordar um pouco sobre munições, então vamos lá. Primeiramente, a nomeclatura correta é munição. E a ponta da munição é chamada de projétil.
Na base da capsula há uma coisa chamada espoleta, que nada mais é do que uma tampinha de metal que contém uma mistura pirotécnica capaz de ser iniciada através do impacto e fricção, que são obtidos através da indentação da mesma pelo percursor, que ao causar uma pequena deformação nela, faz com que a mistura pirotécnica dentro da mesma seja "batida" contra a bigorna (que é um ferrinho em forma de V), o que causa a mistura a deflagrar.
Essa mistura serve como gatilho para a deflagração da carga principal de propelentes, a pólvora sem fumaça.

A deflagração da pólvora nada mais é do que a decomposição química da mesma, que resulta em várias substâncias, como gases.
Como o volume que esses gases ocupam é maior do que o volume que a pólvora que os originou ocupava, eles são originados de forma comprimida dentro da câmara da arma.
Além disso, a temperatura dentro da câmara faz com que os gases se expandam mais ainda, ou seja, os gases produtos da decomposição da pólvora em si já ocupariam litros de volume, mas por estarem aquecidos, se expandem, o que faz com que ocupem ainda mais. E isso tudo gera uma pressão enorme dentro da câmara, que pode chegar a 40-60 mil libras por polegada quadrada.
Como o projétil está apenas encaixado na capsula da munição e não há outro caminho para os gases escaparem além do fim aberto do cano, isso força os gases a empurrarem o que tem na frente deles para que possam escapar, e isso, então, faz com que o projétil saia em velocidades absurdas.

A detonação de explosivos a distância comummente é feita através de ondas de rádio.
Junto da carga existe um receptor de rádio, que ao receber o sinal do transmissor, envia um sinal para o circuito ou chip na carga de explosivos, que faz uma corrente elétrica ser liberada para o detonador EBW (explosive bridge wire), que nada mais é do que um fio fino de metal que passa por dentro de explosivos primários encapsulados num tubinho fechado de aço ou plástico. Ao receber as correntes altas de eletricidade, ele esquenta a temperaturas absurdas (1000-1500 C) e também aumenta a pressão dentro do detonador, o que faz o explosivo primário ser deflagrado e então detonado, que transmite essa força a uma onda de choque e estilhaços que detonam o explosivo secundário, que é a carga principal.
Imagem
Imagem
As fontes das imagens se dão ao: https://armasonline.org/armas-on-line/c ... s-basicas/
O conteúdo foi praticamente baseado de lá.

Responder