[Guia] EOC, BOC & COC - Advanced Roleplay


 
Avatar do usuário
Seguace di Cristo
Shoqata Penale
Autor
Registrado em: 28 Dez 2013, 16:18

[Guia] EOC, BOC & COC

08 Set 2016, 22:59



O crime organizado na Eurásia, nos Bálcãs e no Cáucaso foram sempre um mistério para os interpretadores do GTA San Andreas Multiplayer. Geralmente, os jogadores não conseguiam interpretar de maneira correta como uma célula criminosa da Europa se portaria e quais atividades exerceria.

O roleplay é complexo e requer tempo e paciência. Quando você vai aprendendo, durante o tempo, toma consciência de que não é um roleplay extremamente difícil, mas que engloba e necessita de muito conhecimento. Irei abordar alguns pontos importantes e começar por tópicos.

Eurasian Organized Crime

O crime organizado Eurasiático (EOC) é taxado como TOC (Transnational Organized Crime). O fato de receber o título de crime organizado transnacional se deve ao fato crucial que os grupos pertencentes à este modo de operação exercem crimes transnacionais, envolvendo tanto o interior quanto exterior. Diferente da máfia americana, que atua no mercado interno infringindo leis do próprio estado (como tráfico de drogas, extorsão, agiotagem e etc) as células criminosas da Eurásia trabalham com coisas maiores e que envolvem a conexão com países do exterior, como tráfico de armas, tráfico de pessoas, tráfico de veículos e demais infrações gerais.

A hierarquia de um grupo criminoso Eurasiático não tem restrição e não possui uma denominação de cargos padrão. Isto é, uma célula Eurasiática não tem cargos com nomes pré-definidos e não possui muitos rituais de iniciação. Um grupo Eurasiático pode ser composto de um chefe e soldados, assim como pode ter chefe, sub-chefe, capitães e soldados. Não existe sequer restrição para a organização interna de um grupo destes.

Um dos mais notórios "sub-grupos" do crime organizado Eurasiático é o crime organizado Russo (ROC). Em seu potencial, foram os principais idealizadores e os principais representantes do crime na Europa-Ásia. Os russos tomaram poder do crime organizado perante os outros países da Europa na queda do socialismo e fim da guerra-fria, quando iniciaram atividades ilícitas envolvendo o dinheiro mal-entregue ao povo. Na época, o governo, sem saber lidar com o dinheiro provindo do capitalismo, distribuiu cheques para população. Os membros da gangues russas, na época não tão organizadas, compravam os cheques da população por um baixo valor e aplicavam golpes. Ofereciam ações em troca do dinheiro. Ações que valiam menos do que a população vendia em seus cheques de mil rublos.

A partir deste ponto, o crime organizado russo começava a se arquitetar. Os bandidos russos tinham tanta influência que manipulavam leis que eram contra seus esquemas criminosos. Chegaram a eleger um presidente e controla-lo na época. Por isso o termo "bandidos da lei (Vory V Zakone)" lhes foi atribuído. O mafioso russo Vyacheslav Ivankov foi enviado da Rússia para Miami, com a intenção de controlar o crime organizado na America do Norte e fazer uma ponte entre a Eurásia e os EUA. Em apenas um ano o criminoso desenvolveu um complexo esquema internacional que envolvia prostituição, lavagem de dinheiro, agiotagem e tráfico de drogas com cartéis colombianos. Os que eram opostos ao homem, na época, normalmente eram assassinados. Foi preso em junho de 1995 e morto por um tiro de rifle de precisão em 2009, na saída de um restaurante na Rússia.

Em 2004, todos os chefes renomados da máfia russa saíram das respectivas prisões, os três juntos. Dentre eles estavam Johanithan Pocheival Slokavich, Marat Balagula e Vyacheslav Ivankov. O último (Ivankov) por outro lado, foi extraditado para a Rússia por seus inúmeros crimes. Foi julgado, porém, por dois assassinatos cometidos em 1992. Foi preso no ano de 2004, novamente e ficou preso até 2005, solto por falta de provas. O cenário criminoso russo de 2001 para frente tornou-se uma série de assassinatos e prisões. Ao sair do cenário norte Americano, Ivankov deixou o império criminoso nas mãos de Konstantin "Gizya" Ginzburg, que é o "big boss" da máfia russa nos EUA.

Pesquisas afirmam que, em 2009, o crime organizado russo-Eurasiático de uma forma geral, chegou em até 50 países do mundo. Em 2010, os membros estipulados eram mais de 300 mil.

O crime organizado Eurasiático abrange, de uma forma geral, países da Eurásia e da Ásia Central. Existem demais nacionalidades dentro do crime organizado que não possuem muitos registros de células criminosas em atividade, portanto, por sua falta de notoriedade, atuam junto do crime organizado Russo. Exemplos disto são as pessoas vindas do Cazaquistão, Quirguistão, Tajiquistão, Turquemenistão e Uzbequistão.

Balkan Organized Crime

O crime organizado nos Bálcãs (BOC) abrange todos os países da península balcânica. Estes são: Albânia, Bósnia e Herzegovina, Bulgária, Grécia, República da Macedónia, Montenegro, Sérvia, Kosovo, a porção da Turquia no continente europeu (a Trácia), Croácia, Romênia, Eslovênia e a Áustria. Diferente do crime Eurasiático, a maioria dos países em questão possuem uma notoriedade criminosa relativa. Isto é, não existe uma relevância imensa de determinado país perante os restantes no quesito crime organizado.

A maioria das células destes países presentes nos EUA costumam atuar com as demais nacionalidades. Existem ainda algumas limitações relacionadas à religião (como o resquício histórico do conflito da Bósnia, envolvendo a Sérvia, o país já citado e a Croácia) por parte dos países em questão. Em potencial, os membros destes grupos criminosos costumam ir para os EUA através de meios ilegais (navios cargueiros não cadastrados, tráfico humano e etc).

As atividades dos grupos situados nos Bálcãs são praticamente as mesmas que as dos grupos Eurasiáticos: tráfico humano, tráfico de armas, tráfico de drogas e, em especial perante os demais, tráfico de mulheres e prostituição (atividade interligada).

No começo, o crime organizado nos Bálcãs foi decorrente/teve seu início a partir das guerras civis instauradas nos respectivos países da península balcânica, a péssima administração pública e os altos índices de pobreza. Querendo ou não, os motivos pelos quais levaram o crime organizado nos Bálcãs ao seu estado atual de existência foram os mesmos que levaram qualquer outro grupo criminoso ao ponto em que se encontra. Os motivos que fizeram o crime organizado nos Bálcãs a existirem são os mesmos motivos que levam qualquer criminoso ou qualquer outro movimento/célula/rede criminosa ao mundo do crime.

Como na Eurásia, o ápice do crime organizado nos Bálcãs foi com a queda do comunismo na URSS. A força repressiva da ilegalidade (polícia) estava totalmente fragilizada, assim como a administração pública e a segurança nas fronteiras. Isto, para todos os criminosos da época era uma porta de entrada para o lucro ilegal. Visaram uma chance de obter lucros com meios ilegais e com o comércio entre fronteiras, o que levou o transporte de drogas entre as nações da Europa ser algo mais fácil.

Em 2001, a força investigativa dos Bálcãs comprovou após pesquisas que 40 até 90 porcento do tráfico de drogas era pertencente à gangues, principalmente gangues albanesas. A DEA e o FBI também ficaram alertas quanto ao surgimento de gangues no território americano (gangues que só vieram aos EUA por causa da perseguição nos Bálcãs e por terem visto novas oportunidades de lucro no território norte americano).

O crime organizado balcânico, diferente do eurasiático, tem como foco principal as drogas, o tráfico humano e prostituição. O tráfico de armas, agiotagem, extorsão e demais atividades presentes no crime organizado eurasiático são um tanto quanto dispensáveis no crime organizado balcânico.

O DEA e forças da inteligência estimam que aproximadamente 4-6 toneladas de ópio são refinados pro mês na parte balcânica da Turquia e são transportadas para os demais países da Europa. Aproximadamente 200 mil mulheres são atraídas e escravizadas por grupos criminosos balcânicos.

O crime balcânico continua em atividade e abrange a maioria das nacionalidades, como uma mistura de nacionalidades e de conhecimentos dos cantos da península balcânica.

Caucasus Organized Crime

O crime organizado no Cáucaso possui uma origem diferente nos EUA. O Cáucaso, por si só é conhecido por fazer "fronteira" entre a Ásia-Europa e o Oriente Médio. Possuem inúmeros conflitos étnicos e religiosos constantes (visto que a religião da maioria dos países é a Islâmica).

O crime organizado Armênio, por sua vez, é alvo e tem envolvimento com o tráfico humano destinado á prostituição. As células criminosas destes grupos costumam explorar comunidades armênias e hispânicas dos demais países, como os EUA. Fazem ponte com a Armênia e contribuem para o contrabando de armas no país. Um dos principais "cartões postais" do crime organizado Armênio nos EUA é a conhecida Armenian Power 13, que atua em Nova Iorque e principalmente na Califórnia, na cidade de Los Angeles (onde seu poder e notoriedade é maior).

O crime organizado Georgiano, por sua vez, possui muito envolvimento com o tráfico de armas (tendo, por sua vez, o título de um dos países com maior índice de tráfico de armas de toda a Ásia) e na prostituição. Suas atividades não se diferenciam dos demais grupos. Costumam montar células criminosas organizadas (com hierarquia formada) junto de demais nacionalidades do Cáucaso nos EUA. A heroína é a principal droga provinda deste país. Os principais crimes são o contrabando de armas, jogos ilegais, estelionato e tráfico humano destinado á prostituição.

A estimativas é que o crime organizado nestes países cresça cada vez mais, sem conseguir ser freado por forças governamentais. Isto é uma opinião particular minha, é claro. O governo em qualquer das hipóteses iria publicar algo que exponha a força policial nestes países.

Os grupos do Cáucaso montam células próprias e organizadas que taxam e manipulam grupos menores de ruas e comunidades com a finalidade de expandir o cenário do tráfico de drogas e armas.

Coisas que você precisa saber

Células criminosas podem ser afiliadas umas às outras.

Células criminosas provindas da Europa, em seu potencial, não cultivam mais rituais antigos de iniciação e muito menos a maneira que tratavam seus membros. Atualmente é tudo mais flexível.

O que diferencia um criminoso europeu de um criminoso ítalo-americano é a falta de descrição. Os criminosos europeus não costumam ser muito discretos e atuam como "hustlas" do crime organizado. Pensam somente no dinheiro e mais nada, é o que movimenta a mente de um criminoso.

Para se envolver com estas facções é realmente complexo. Facções com maior estrutura hierárquica, como máfias eurasiáticas necessitam de um envolvimento dependente dos membros, isto é, para se envolver precisa ter a vontade de um membro insider da facção, caso contrário, na maior parte das vezes é impossível se envolver. Já em facções que são mais de rua e interpretam um modo de operação parecido com o de uma gangue, basta simplesmente se entrosar como um simples gangster de rua faz.

Mafiosos russos não usam chapéus, não usam roupas caras, ternos. Mafiosos russos não ficam tomando vodka e muito menos falam totalmente correto. Destruam toda a imagem clichê que se tem destes mafiosos europeus.

Disputas por poder, e ambição é o que mais ocorre dentro destas organizações. Vivemos na época moderna, não na época em que chefes tinham muito significado. Atualmente, é tudo mais liberal. Diferente de um grupo criminoso ítalo-americano, para se matar um soldado não precisa da permissão do chefe. Caso você seja um simples capitão, você pode tratar seus subordinados como bem entender, sem toda aquela baboseira de "homem-feito".

Os criminosos europeus prezam muito pelo respeito. Sitdown é algo que não existe no vocabulário destes criminosos. Quando há desrespeito ou algum desentendimento com algum membro, geralmente, dependendo da posição que a pessoa ocupa em determinada organização, o problema se resolve na bala. Resumindo: mafiosos europeus são impulsivos.
Ainda que eu fale as línguas dos homens e dos anjos, se não tiver amor, serei como o bronze que soa ou como o címbalo que retine. — Carta de Paulo aos Coríntios, capítulo 13, versículo 1
 
Avatar do usuário
Codignola
Premium Member
Registrado em: 27 Jul 2013, 23:22

Re: [Guia] EOC, BOC & COC

08 Set 2016, 23:01

boa balde
El Corona Bando
 
Avatar do usuário
Nicholas_Scalzo
Registrado em: 17 Abr 2015, 21:49
Localização: elitists crew

Re: [Guia] EOC, BOC & COC

08 Set 2016, 23:08

Isso aí.
“Qual a diferença entre a máfia italiana e a máfia albanesa?” o magistrado num porto italiano pausou por um momento para achar a comparação que estava procurando. “Quando nossa máfia quer te intimidar ela dá um tiro no seu joelho. Mas quando é a vez dos albaneses, eles te matam.”
 
Avatar do usuário
Buchholz
Registrado em: 10 Jan 2016, 19:55

Re: [Guia] EOC, BOC & COC

08 Set 2016, 23:16

Fantástico guia. Bom trabalho.
 
Avatar do usuário
bones marombero
Registrado em: 12 Jan 2016, 15:27

Re: [Guia] EOC, BOC & COC

29 Set 2016, 23:44

Creditos: Duke of Hollywood
 
Avatar do usuário
Versace
Registrado em: 18 Jan 2014, 16:13
Contato:

Re: [Guia] EOC, BOC & COC

01 Out 2016, 09:38

EOC, BOC & COC MAKE AMERICA GREAT AGAIN.
 
Avatar do usuário
Seguace di Cristo
Shoqata Penale
Autor
Registrado em: 28 Dez 2013, 16:18

Re: [Guia] EOC, BOC & COC

02 Out 2016, 11:10

bones marombero escreveu:
Creditos: Duke of Hollywood

Não, eu não precisei desse jogador infrator para qualquer das informações contidas neste tópico.

Obrigado, Ricardinho.
Ainda que eu fale as línguas dos homens e dos anjos, se não tiver amor, serei como o bronze que soa ou como o címbalo que retine. — Carta de Paulo aos Coríntios, capítulo 13, versículo 1
 
Avatar do usuário
Zeka Zekarino Zekarovic
Shoqata Penale
Registrado em: 29 Set 2016, 13:46
Localização: Elitistas

Re: [Guia] EOC, BOC & COC

02 Out 2016, 12:09

 
Avatar do usuário
Christopher_Scali
Registrado em: 07 Nov 2015, 00:16
Localização: gypsy power crew; savoia house

Re: [Guia] EOC, BOC & COC

02 Out 2016, 15:10

video old, mas é foda

boa balde

 
Avatar do usuário
Soldier of crime
Registrado em: 09 Ago 2014, 20:12
Localização: pra lá de bagda

Re: [Guia] EOC, BOC & COC

08 Fev 2017, 01:02

Olha parece que o Balde de merda entende das coisas

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Billy The Kid e 20 visitantes